quarta-feira, abril 09, 2008

A Soma dos Dias


Título: A Soma dos Dias
Autor: Isabel Allende
Editora: Difel

Sinopse:

"Nas páginas deste livro, Isabel Allende narra com franqueza a história recente da sua vida e a da sua peculiar família na Califórnia, numa casa aberta, cheia de gente e de personagens literários, e protegida por um espírito: filhas perdidas, netos e livros que nascem, êxitos e sofrimento, uma viagem ao mundo dos vícios e outras a lugares remotos do mundo em busca de inspiração, juntamente com divórcios, encontros, amores, separações, crises matrimoniais e reconciliações.
Também é uma história de amor entre um homem e uma mulher maduros, que ultrapassaram juntos muitos obstáculos sem perderem a paixão nem o humor, e de uma família moderna, desgarrada por conflitos e unida, apesar de tudo, pelo carinho e a decisão de continuar em frente. Esta é a família que descobrimos em Paula e que descende dos personagens de A Casa dos Espíritos.
Uma obra emotiva e escrita no tom irónico e apaixonado que caracteriza a autora, na qual nos entrega a soma dos seus dias como mulher e como escritora."

Comentário:
É um livro diferente. Composto por memórias desconexas de gente viva e com ainda muito para viver. Numa lógica de lembranças instântaneas, tem capítulos curtos e uma cronologia própria. Sempre com o espírito da filha a sobrevoar, determinando e influenciando todo o seu percurso. Não é à toa que o início é a reunião de todos para lançar as cinzas de Paula na floresta.
A exposição é tremenda e a sinceridade assustadora. Duvido que conseguisse algum dia expôr a minha vida e a dos meus dessa maneira.
Gostei muito da noção de tribo, que comparo a algumas famílias portuguesas. Aliás, no livro "O meu país inventado", que fala sobre o Chile, as semelhanças com Portugal e os portugueses são notórias.
É um livro que se lê bem. E permite conhecer a escritora, os seus medos, as suas inseguranças, os seus sonhos, as suas superstições e claro está, a sua encantadora família. Espero que lhe tenha voltado a inspiração no dia 7 de Janeiro, dia em que todos os anos começa a escrever um novo livro...

3 comentários:

Ana Paula disse...

Faltam-me apenas 1 ou 2 livros dela. Mas os últimos não me cativaram como os primeiros. Não sei explicar o porquê.
Este ainda não li e não vai ser num futuro próximo.

Jorge Freitas Soares disse...

Olá

Li este livro há bem pouco tempo, em espanhol como quase todos os dela, acho que li todos os livros desta autora de que sou grande admirador, como de todos os que escrevem na corrente do realismo mágico.

Achei o livro fantástico, ela consegue transmitir de forma exemplar as suas vivências e a forma como conegue juntar à sua volta toda a sua familia.

Parabéns pelo blogue, fico leitor

Jorge Soares

Ceres disse...

Também gosto muito dos livros dela :)

Espreita o meu blog. Tenho lá algumas sugestões que acho que vais gostar :)